Skip to Content

Blog Archives

O acumulado de janeiro a julho fechou em 9,11%. Já o acumulado nos últimos 12 meses foi de 14,07%, resultado um pouco abaixo dos 14,53% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores

O Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi) subiu 1,48% em julho, com uma variação 0,17 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de junho, que foi de 1,65%. Segundo os dados divulgados nesta terça-feira (9/8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), este é o terceiro maior índice do ano, influenciado pelo material e mão de obra.

Segue link;

https://www.correiobraziliense.com.br/economia/2022/08/5027909-custo-da-construcao-acelera-148-em-julho-e-tem-3-maior-taxa-no-ano.html

READ MORE

Governador Ibaneis Rocha se reúne na Asbraco para um balanço da gestão.

Governador Ibaneis Rocha se reúne na Asbraco para um balanço da gestão.

Um café da manhã foi servido e os empresários da construção civil tiveram a oportunidade de trocar ideias com o governador sobre pretensões e desejos do setor

 

Cerca de 60 empresários da construção civil se reuniram na manhã desta quinta-feira, dia 25, para um encontro com o governador Ibaneis. O evento deu a oportunidade para que fossem apresentados os principais temas para o setor. O presidente da Asbraco, Afonso Assad, destacou na abertura do evento que o governo conseguiu ter um diálogo aberto com a construção civil e, mesmo durante a pandemia, atuaram como parceiros para a manutenção das obras tão necessárias ao Distrito Federal.

Participou também da mesa o ex-Governador do DF Tadeu Filipelli que frisou a importância do diálogo: “O avanço do GDF vem a partir dessa interação entre o ente público e o privado.”. Em sua fala breve, destacou que o setor da construção civil é essencial para momentos de recuperação, como o que vivemos pós pandemia da Covid 19.

 

Em sua fala, o Governador Ibaneis Rocha ressaltou que o empresário tem que ser prioridade para um governo eficiente. “Estamos fazendo um governo sério e que vai chegar ao seu final com todas as contas pagas e em dia.”, destacou. Além disso, comentou sobre a importância de reequilibrar os contratos das obras públicas, uma vez que houve muita alteração nos preços dos principais insumos da construção civil. “Este é um trabalho que estamos fazendo. E conseguiremos atender aos anseios do setor.”, disse Ibaneis.

 

Para Afonso Assad, o tema do reequilíbrio dos contratos é essencial para a manutenção do bom momento que o setor da construção civil vive. “Com diálogo aberto com o governo, é possível respeitar o empregador, pois eles são os mais importantes para gerar empregos de verdade para a cidade”, comentou.

Foto: Erivelton Viana

Assessoria: Lydia Gomes

READ MORE

CBIC para a Coletiva de Imprensa

Dia 23 de Maio, às 10h, você tem um encontro marcado com CBIC para a Coletiva de Imprensa que apresentará a mais recente rodada do estudo de Indicadores Imobiliários Nacionais do 1º Trimestre de 2022📈

💻 O evento é aberto ao público e acontece via Zoom. 

Os participantes terão acesso aos apresentadores para realizar perguntas ao vivo e receberão o material apresentado.

Inscreva-se, fique por dentro da evolução da atividade imobiliária no país e tenha acesso a informações que envolvem lançamentos, vendas, oferta final, preço e Casa Verde e Amarela.

READ MORE

O antigo e o moderno juntos: retrofit se consolida na construção civil.

O termo não é novo – empregado há muitos anos no setor industrial, o retrofit faz aquilo que indica a tradução da palavra do inglês para o português: dar nova forma a algo antigo. Incorporado pela construção civil inicialmente na Europa, o conceito tem uma pegada sustentável e explica o trabalho que recupera edificações já existentes ao invés de demolir a estrutura para recomeçar a obra do zero. No Brasil, a técnica ganhou adeptos nos anos mais recentes e agora está na mira das prefeituras de capitais que querem atrair investimentos e novos moradores para os centros históricos – a aposta é conceder incentivos para recuperar prédios subutilizados nessas regiões. É o caso do Cais Rooftop, no Centro Histórico da Capital (foto), em frente aos armazéns do Cais Mauá. Fonte : Empresas e Negócios

READ MORE

📢 Reunião de diretoria confirmada!

Na próxima terça-feira, dia 10 de maio, às 10h, vamos debater mobilidade urbana sob a luz dos projetos viários em implementação ou a implementar pelo GDF com especialistas no assunto. 🛣️🚒🛻🚶🏼‍♀️🚶🏾

✅ Convidados confirmados:
– Secretário de transporte e mobilidade do DF, Valter Casimiro Silveira;
– Secretário de obras e infraestrutura do DF, Luciano Carvalho;
– Diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do DF (DER/DF), Fauzi Nacfur Junior.

▶️ Para participação presencial: Sala Luiz Carlos Botelho Ferreira (SIA Trecho 2/3 lote 1.125 – 2º andar)

💻 Para participar online, inscreva-se em: https://bit.ly/3scA8VK

READ MORE

Produção da indústria está 15% abaixo do nível de 8 anos atrás.

“A produção industrial cresceu apenas 0,3% na passagem de fevereiro para março, após alta de 0,7% no mês anterior. Na comparação com 2021, o setor acumula queda de 4,5% no primeiro trimestre de 2022, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM) do IBGE. O acumulado nos últimos 12 meses chegou a 1,8%. Em março, a produção industrial ficou 2,1% abaixo do patamar pré-pandemia, de fevereiro de 2020.
O Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) classificou o resultado como, “no mínimo, anêmico”.
André Macedo, gerente da pesquisa do IBGE, explica que os fatores que dificultam uma retomada da indústria ainda permanecem. As plantas industriais ainda percebem o aumento do custo de produção e refletem a escassez de algumas matérias-primas. “Além disso, a inflação vem diminuindo a renda disponível e os juros sobem e encarecem o crédito. Também o mercado do trabalho, que apresenta alguma melhora, ainda mostra índices como uma massa de rendimentos que não avança”, lembra o Macedo.
“A bem da verdade, o setor nunca chegou a se recuperar integralmente do tombo levado da crise de 2015–2016, que fora agravado pela pandemia e seus desdobramentos”, ressalta o Iedi. “Tanto é assim que o nível de produção em março de 2022 está nada menos do que 15% abaixo do que era em março de 2014.
Entre os macrossetores, a maior defasagem em relação ao nível de produção de 8 anos atrás era a de bens de consumo duráveis: -36,1%. Os demais macrossetores industriais também estão no vermelho, inclusive bens de capital que, a despeito de algum avanço após o choque da pandemia, seguiram 12% aquém de março de 2014.
Nada menos que 73% dos 26 ramos acompanhados pelo IBGE tem quedas de dois dígitos frente a março de 2014. E também é largamente majoritária a participação dos ramos que ficaram no vermelho no acumulado do primeiro trimestre de 2022, pontua o Iedi: 80%, sinalizando que os últimos sinais não  são muito promissores.

Fonte: Monitor

READ MORE

Comemoração dos 50 Anos do IBRACON.

Em comemoração dos 50 Anos do IBRACON *, venho convidar a você a participar , nesta quinta-feira, 28.04.22, às 19h,o Professor Paulo Helene apresentará uma análise de possíveis hipóteses consistentes para explicar o “gatilho” que levou ao colapso das Torres Champlain Sul, Miami Surfside, em 24 de junho de 2021. Estudou a possibilidade de punção devido a erro de projeto de acordo com as normas brasileiras ABNT, Espanhola EHE.2000, ACI.318 e Fib Model Code 2010. Veremos que o gatilho pode ter sido: 1. Fissura agravada por corrosão na união com a parede sul. 2. Fissura de punção, agravada por corrosão na cabeça de 2 pilares críticos. 3. Recalque diferencial da parede sul ou da torre, em relação à laje de recreação. Para ver basta acessar *a https:// “Canal do IBRACON no YOU TUBE” ao vivo (online) às 19h desta quinta-feira, ou em qualquer dia e horário porque o vídeo da palestra será gravado. Como é grátis e não requer inscrição prévia, por favor divulgue entre seus conhecidos.
Vamos prestigiar e participar .

READ MORE